A premiação é uma iniciativa da Bahiana, patrocinada pelo Santander Universidades, e busca por inovações que gerem resultados práticos à sociedade. Assim, o prêmio desafia professores e estudantes a desenvolverem soluções tecnológicas e propositivas a partir de situações reais. Na sua segunda edição, o prêmio também contou com as parcerias da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI CIMATEC), do Hospital Cárdio Pulmonar, do Hospital Português e da Clínica de Terapia da Dor. “Os ganhadores apresentaram soluções que poderão funcionar não só para as instituições de saúde parceiras (Hospital Cárdio Pulmonar, Hospital Português e Clínica de Terapia da Dor), mas para outros hospitais e clínicas, tornando-se um grande negócio”, revela o coordenador do evento.

A 2ª edição premiou dois vencedores para cada uma das categorias referentes aos desafios propostos pelas instituições parceiras Hospital Cárdio Pulmonar, Hospital Português e Clínica de Terapia da Dor. As categorias foram:

Desafio 1 – Eliminar o risco de queda de recém-nascidos em maternidades;
Desafio 2 – Otimização do processo de avaliação técnica das prescrições médicas de pacientes internados; 
Desafio 3 – Melhorar a adesão dos pacientes aos tratamentos por meio de interação.

Ao todo, 12 propostas concorreram ao Prêmio. As premiações com certificado, troféu e reconhecimento financeiro foram concedidas para os classificados em primeiro lugar, nos valores de 4 mil reais, nas 3 categorias. Os classificados em segundo lugar receberam certificado e troféu. Além disso, todos os vencedores poderão contar com apoio da Bahiana na prospecção de parcerias e captação de recursos para desenvolvimento da ideia e nos trâmites de registro de propriedade intelectual do produto desenvolvido junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI. 

 

Confira quem são os vencedores do 2º INOVA+SAÚDE.