© 2023 por Website de Conferências. Orgulhosamente feito com Wix.com

Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (BAHIANA)

 

A Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública tem sua história vinculada às raízes da medicina brasileira. Com a criação da UFBA e a saída da Faculdade de Medicina da Bahia (1ª escola de medicina do Brasil) do Hospital Santa Izabel para um novo hospital no Canela, abriu-se a oportunidade de utilizar aquelas dependências para a  implantação de um novo curso de medicina, necessário para suprir a carência regional de profissionais da área.

Na BAHIANA, a pesquisa está integrada ao ensino e à extensão, sendo desenvolvida por docentes e discentes da graduação e da pós-graduação, utilizando infraestrutura própria e de parceiros, por meio de vários convênios com instituições de referência nacional e internacionais, tendo-se desenvolvido de maneira rápida e consistente a partir da implantação do Programa de Mestrado e Doutorado em Medicina e Saúde Humana, em 2000.  Hoje, são 36 Grupos de Pesquisa, com 140 linhas de pesquisa, contando com vários laboratórios e centros, tais como:  Núcleo de Biotecnologia, Bioprospecção e Propriedade Intelectual (NBBio); Laboratório de Bioquímica dos Orgânulos Celulares; Centro de Atenção ao Assoalho Pélvico (CAAP); Centro de HTLV; Laboratório de Tecnologias Assistidas; Laboratório de Biomateriais; Laboratório de Anatomia Patológica; Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa em Autismo.

Estrutura


Construída em uma área verde de mais de 60 mil m², a Unidade Acadêmica Cabula possui uma estrutura moderna, com três pavilhões de aulas, laboratórios de pesquisa, auditório, restaurante e amplo estacionamento.